Em prol de soluções aos problemas dos acervos musicográficos no Brasil

Pedro Ivo Araujo
Pablo Sotuyo

A situação em que os acervos musicográficos encontram-se atualmente no Brasil ainda expõe o grau de negligência que nosso patrimônio sofreu ao longo de décadas por parte de indivíduos e instituições que pareciam (e, por vezes, ainda parecem) ignorar completamente o valor histórico e cultural da documentação por eles possuída. Problemas históricos tais como deslocamento e fragmentação de fundos, colecionismo, destruição documental e fetichismo, geralmente vieram junto com outros problemas, tais como negligência institucional, carências infra-estruturais, guarda e manipulação inadequada, assim como falta de/ou deficiência na própria gestão documental. Isso dito sem desconsiderar aqueles problemas que são inerentes aos suportes envolvidos, tais como a sua degradação física, com a consequente perda de informação, devido ao uso no tempo. A tudo isso, deve-se somar as dimensões continentais do Brasil e a sua diferenciada (e muitas vezes desigual e problemática) distribuição populacional, econômica e de infraestrutura em níveis diversos. Para além das questões relativas à desigual distribuição de recursos financeiros e humanos para tomar devida conta desse patrimônio documental e cultural, e apesar do país possuir legislação específica dedicada à gestão documental, talvez o maior problema seja o desconhecimento do volume documental que esse patrimônio possui em termos quantitativos. Em busca de soluções para tal situação, resulta necessário aliar a musicologia com outras duas áreas do conhecimento: a Ciência da Informação e a Tecnologia da Informação e Comunicação. Entendendo que o primeiro passo para a salvaguarda do nosso patrimônio documental musicográfico é conhece-lo quantitativamente, o desenvolvimento de uma ferramenta de catalogação que auxilie no seu mapeamento, identificação e descrição, tenciona evitar uma maior perda da memória cultural nacional. Destarte, o presente artigo tem como objetivo confrontar os problemas históricos e/ou inerentes ao nosso patrimônio documental musicográfico antes referidos nos termos da ferramenta de catalogação desenvolvida, apresentando as suas capacidades e potencialidades à comunidade musicológica latino-americana.

******

The current situation in which musical documents holdings and collections are found in Brazil still exposes the degree of negligence that our heritage has suffered over decades from individuals and institutions that seemed (and sometimes still seem) to completely ignore historical and cultural value of the documentation they possess. Historical problems such as dislocation and fragmentation of funds, “collectionism”, documentary destruction and fetishism have often come along with other issues, such as institutional disregard, infrastructural needs, inadequate custody and manipulation, as well as lack of or inadequate document management. That said, without disregarding the problems that are inherent to the media involved, such as its physical deterioration, with the consequent loss of information due to its use over time, as well as the continental dimensions of Brazil and its differentiated (and often unequal and problematic) population density, economic and infrastructure distribution at different levels. Beyond the issues related to the unequal distribution of financial and human resources to take due account of this documental and cultural heritage, and although the country has specific legislation dedicated to document management, perhaps the biggest problem is the ignorance about the documentary volume that this heritage possesses in quantitative terms. In search of solutions to this situation, it is necessary to combine musicology with two other areas of knowledge: Information Science and Information and Communication Technology. Regarding that the first step towards safeguarding our musicographical documentary heritage is to know it quantitatively, the development of a cataloging tool that assists in its mapping, identification and description, intends to avoid further loss of the national cultural memory. The purpose of this article is to confront historical and/or inherent problems of our musicographical documentary heritage mentioned above in terms of the cataloging tool developed, presenting its features and potentialities to the Latin American musicological community.