Marcus S. Wolff

Universidade do Rio de Janeiro-UNIRIO

Possui graduação em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1992), graduação em Música pela Universidade do Rio de Janeiro (1989), mestrado em História Social da Cultura pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1993) e doutorado em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2004), tendo realizado pesquisa de campo na Índia sob orientação da profa. Dra. B. Sengupta na Rabindra Bharati University, Calcutá (Kolkata), entre 2002/2003 e defendido sua tese “Música, Comunicação e Identidade Cultural em R. Tagore, Mário de Andrade e C. Guarnieri” em março de 2004 na PUC/SP, onde foi orientado pelo semioticista prof. Dr José Luiz Martinez. Foi pesquisador do Laboratório de Etnomusicologia da Escola de Música da UFRJ (2006-2007). Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Música e em Comunicação, atuando principalmente nos seguintes temas: história da arte e da cultura, (etno)musicologia e questões identitárias, ideologias nacionalistas, sistemas semióticos sonoros, comunicação. Lecionou nas faculdades de Música e Comunicação da Universidade Candido Mendes,  campus Friburgo, onde coordenou o Núcleo de Estudos Interdisciplinares: Imagem, Memória e Identidade (NEIMI) e desenvolveu pesquisas sobre a relação entre as manifestações artísticas/musicais e as identidades dos imigrantes da região serrana do estado do RJ. Atualmente desenvolve projeto de pesquisa de pós-doc na Universidade do Rio de Janeiro (UNI-RIO), sob a supervisão da profa. Dra. Carole Gurbenikoff, sobre a estética do impreciso e do paradoxal elaborada pelo compositor e maestro Hans J. Koellreutter e sobre a relação desta com o pensamento quântico e as tradições orientais.