Subsídios para uma biografia de Francisco Curt Lange através de sua correspondência

André Guerra Cotta

Este trabalho tem por objetivo apresentar dados extraídos da correspondência do musicólogo teuto-uruguaio Francisco Curt Lange (Eilenburg, 1903 – Montevideo, 1997). Através da análise dos dados da correspondência enviada entre os anos de 1931 e 1995, constituída por cerca de 58.000 cartas, remetidas para mais de 9000 pessoas e mais de 7000 instituições em mais de 70 países, o autor apresenta informações sobre o complexo trajeto geográfico e temporal que o musicólogo realizou ao longo de seus noventa e quatro anos de vida. Uma espécie de nômade da musicologia, Lange viveu por períodos breves em muitos países das Américas e da Europa, algumas vezes residiu temporariamente neles, ainda que sua residência permanente de fato tenha sido em Montevideo. Como foi um dos grandes pioneiros da Musicologia Pan-Americana no século XX, seria importante pensar um futuro projeto de investigação sobre sua vida e obra, ainda não suficientemente estudadas, e sua correspondência oferece informação importante para tanto.