Tópica berimbau: um exemplo de tradição inventada na música brasileira

Juliana Ripke

O objetivo deste trabalho é analisar e demonstrar como as tópicas musicais afro-brasileiras (especialmente a tópica berimbau) são um exemplo de tradição inventada na música brasileira. As tópicas são figuras musicais que representam uma memória de um senso-comum dentro de um contexto cultural e possuem alto potencial semiótico para evocar significados associados a elas, desempenhando também um papel importante na estrutura do discurso musical. O conceito de tradição inventada, trazido pelo historiador Eric Hobsbawn (1983), diz respeito a um conjunto de práticas reguladas por regras comumente aceitas, estabelecendo normas derivadas do costume ou da convenção. Assim, este artigo correlacionará o conceito de tópicas musicais e o conceito de tradição inventada, a fim mostrar como a aparente configuração de uma tópica não está de acordo com sua forma original e nem tampouco é uma representação literal do que se refere, mas sim uma estilização. Minha abordagem reunirá a análise musical e abordagens semióticas a fim de compreender alguns processos de significação na música brasileira, utilizando a comparação entre um berimbau idealizado e suas formas de representação através de figuras musicais em outros instrumentos e gêneros distintos do original. Para isso analisarei a tópica berimbau, proposta por Paulo de Tarso Salles (2016), em obras de compositores brasileiros como Heitor Villa-Lobos, Baden Powell, Gilberto Gil, Tom Jobim, dentre outros.

******

Berimbau topic: an example of invented tradition in the Brazilian music

This paper’s goal is to analyze and demonstrate how the African-Brazilian musical topics (specially the berimbau topic) are an example of invented tradition within Brazilian music. Musical topics are musical figures that represents a memory of common sense in a cultural context, and have high semiotic potential for evoking meaning associated to them, also play an important role in the structure of musical discourse. The concept of invented tradition, coined by the historian Eric Hobsbawn, means a set of practices regulated by rules commonly accepted, setting norms derived from custom or convention. Thus, this paper will correlate musical topics and the concept of invented tradition to show how the apparent configuration of a topic is not in accordance with its original form and is not a literal representation of what it refers to, but rather a stylization. My approach gathers musical analysis and semiotics for the benefit of understanding some processes of signification in Brazilian music, through the comparison between an idealized berimbau and its forms of representation through musical figures in others instruments and genres distinct from the original. For this I will analyze the berimbau topic, proposed by Paulo de Tarso Salles (2016), in works by Brazilian composers and songwriters such as Heitor Villa-Lobos, Baden Powell, Gilberto Gil, Tom Jobim, among others.